sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

LIVRO DA SEMANA - 26 de Fevereiro a 2 de Março



Escritora e pedagoga portuguesa, de seu nome completo Matilde Rosa Lopes de Araújo, nascida em 1921, em Lisboa. Tendo feito os seus estudos liceais com professores particulares, licenciou-se em Filologia Românica pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa em 1945.

Tendo iniciado a sua vida literária ainda no tempo da frequência universitária, Matilde Rosa Araújo colaborou abundantemente em várias publicações periódicas ao longo das décadas seguintes. Por outro lado, o conjunto dos seus livros (de poesia e narrativa) constitui um dos mais significativos trabalhos de sempre da literatura portuguesa para e sobre a infância e a juventude. De entre as cerca de três dezenas de títulos publicados, merecem destaque, pela fina sensibilidade que revelam à vivência da infância, obras como O Livro da Tila (1957), O Palhaço Verde (1962), História de um Rapaz (1963), O Reino das Sete Pontas (1974), A Velha do Bosque(1983) e, de 1994, As Fadas Verdes e O Chão e a Estrela.

Este é um livro de poesia de Matilde Rosa Araújo centrado na Natureza, na sua beleza e transformação.

A Natureza é habitada por criaturas delicadas e cheias de vida, como a garça, a borboleta ou o rosmaninho, a romã, as flores do jacarandá. Essas criaturas são as Fadas Verdes, e são elas que nos falam de sentimentos e de vivências de uma forma original.

O Desafio que lançamos é que pela natureza façam um passeio e que, com os 5 sentidos bem apurados, observem e registem as sensações, as visões, os sentimentos....
E que depois transformem isso num poema.

O GATO E O ESCURO - TRABALHOS


Estes foram alguns dos trabalhos realizados após a leitura e exploração do livro.

Que melhor forma de lidar com os nossos medos do que usar a comédia e os remédios inventados.....





















https://www.flipsnack.com/CESC1/o-livro-dos-medos.html

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

AINDA O CARNAVAL - O TESTAMENTO


Deixas do compadre

Senhores e senhoras
prestem toda a atenção!
Vamos ler o testamento
que D. Entrudo vos deixou.

Se recordar é viver
e nos abranda a saudade
recordai sempre na vida
o vosso querido compadre.

Antes deste mundo deixar
e a terra me engolir
aqui quero publicar
aquilo que vou repartir.

Divido toda a riqueza
pelos meus herdeiros amados
e parto com a certeza
de que ficam consolados.

Aos meninos do infantário
Que são muito brincalhões
Deixo-lhes muitos brinquedos
E alguns balões.

Aos meninos da SC1
Deixo-lhes um livrinho
Para lerem bem
e irem num bom caminho.

Aos alunos da turma SC2
dou-lhes uma campainha
para quando a porta se trancar
chamarem a turma vizinha.

Aos alunos da turma SC3
que são um pouco vaidosos,
deixo-lhes um perfume
para ficarem cheirosos.

Ao Professor Carlos
que muitas canções nos ensina
deixo-lhe esta quadra
que tem muita rima.

Ao Professor Miguel
Deixo-lhe um computador.
Ensine os alunos a trabalhar
e deixe-os jogar, por favor!

Aos funcionários da escola
que por nós estão sempre a olhar
deixo-lhes muita paciência
e um paninho para a embrulhar.

Aos motoristas desta escola
que para todo lado nos levam
Deixo-lhes uns tampões para os ouvidos
para não ouvirem o que alunos deles pensam.

Sr. Padre Abel
Deixo-lhe um santinho
Para ele rezar por nós
Lá no seu cantinho.

Ao Sr. Presidente
desta aldeia encantada
Deixo-lhe todos os instrumentos
Para formar outra Banda.

A todos os Encarregados de Educação
Deixo esta lição
Oriente bem o seu filho
Para ser bom cidadão!


Deixas da comadre

Ouçam lá com atenção,
pois não volto a repetir.
As deixas da comadre,
que por todos quer repartir.

À Professora Maria José
Que gosta de ensinar
Deixo-lhe uma prenda
Que é linda de encantar.

À Professora Dulce
Que é muito inteligente
Deixo-lhe uma casa grande
Para lá caber toda a gente.

À Professora Zezinha
deixo muitos recados
para ter paciência
com os meninos mimados.

À Professora Paula
deixo-lhe muitos beijinhos
para dar sempre
aos seus filhinhos.

À Professora Minervina
deixo-lhe um livro para ler
com os alunos da SC2
encantados a valer.

Às Educadoras
Que dão aulas aos pequeninos
deixo-lhes muita paciência
para ensinarem os meninos.

À Professora Sofia
que é de Inglês
dou-lhe dois pauzinhos
para comer à chinês.

À Professora Andreia
que admira os nossos trabalhos
deixo-lhe bonecos
feitos de bogalhos.

À Professora Inês
que ensina a dramatizar
deixo-lhe muitas ideias
para as nossas festas alegrar.

À Professora Joana
Que dá aulas de ginástica
deixo-lhe um apito
e uma cama elástica.

À Professora Rosa
Deixo-lhe um livrinho
para ler
com muito carinho.

À Professora Glória
deixo-lhe muita alegria
para andar feliz
no seu dia a dia.

Às Senhoras cozinheiras
deixo-lhes um livro de culinária
para elas fazerem
comida extraordinária!

À Menina Ana
que é nossa amiga
deixo-lhe um palhaço
para continuar divertida.

À Senhora D. Dália
Deixo-lhe umas impressoras
Para tirar fotocópias
A todas as professoras.

Também às Sras Auxiliares
Que são nossas amigas
Deixo-lhes um ramo
De lindas orquídeas.

A todos em geral
não tenho nada para dar
talvez o meu “ muito obrigado”
e muita saúde desejar.

Se alguém ficou chateado
não se queixe ao tribunal,
e se alguém não foi lembrado
paciência, é Carnaval.

Bom Carnaval e Alegria
a todos vós, desejamos!
E fica já a promessa
que para o ano cá voltamos.



LIVRO DA SEMANA - 19 A 23 DE FEVEREIRO



O Gato e o Escuro, de Mia Couto
com ilustrações de Danuta Wojciechowska

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para o 4º ano


Pintalgato vive sendo alertado pela mãe para que não ultrapasse a fronteira do dia. Mas ele, louco para descobrir o que se

esconde sob a sombra da noite, decide se aventurar e acaba tendo um encontro inusitado com o escuro. Quando volta para a luz do dia, descobre que seu pêlo, antes amarelo com pintinhas, está preto como a noite, e fica apavorado.Com ajuda da mãe, porém, consegue perceber que o medo do escuro, na verdade, é o medo das “ideias escuras que temos sobre o escuro”.
Com uma prosa envolvente e cheia de pequenas surpresas poéticas, Mia Couto elabora uma bela fábula sobre as aflições e o encantamento com o desconhecido.
Nas palavras do autor: “A maior parte dos medos que sofremos, crianças e adultos, foram fabricados para nos roubar curiosidade e para matar a vontade de querermos saber o que existe para além do horizonte.”

Com base nesta obra, a BE desafia os alunos a escreverem sobre os seus medos, e a criarem o remédio para eles.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

O QUE É O AMOR - TRABALHOS

1- O amor é uma emoção positiva. Que outras emoções positivas conheces?


Diversão, Alegria, Desejo, Amizade, Bondade,
Carinho, Felicidade, Paixão, Prazer, Saudade,
Excitação, Confiança, Euforia, Interesse,
Simpatia, Surpresa
2 - Escolhe 2 ou 3 emoções que indicaste e com elas escreve uma definição de amor!
O amor por vezes começa numa relação de amizade, em que há confiança e diversão.

O amor nasce quando alguém tem interesse noutra pessoa e convive com ela duma forma carinhosa e simpática.

O amor é um sentimento que traz felicidade e às vezes saudade.

O amor deixa as pessoas eufóricas quando trocam carinho.

O amor é bondade e amizade.

O amor é receber surpresas todos os dias e dar carinho em troca.

O amor é partilhar uma paixão e confiar segredos.

O amor provoca excitação nos corações das pessoas.


3 - Escolhe 2 pessoas do teu círculo de amigos ou comunidade (amigo, professor, vizinho, padre...) faz a pergunta "O que é o amor?" escreve a sua resposta ou imagina-a.

Professora Inês, o que é o Amor?
O amor é partilhar um conto de fadas.

Professora Maria José, o que é o Amor?
O amor é juntar um sólido e um líquido e esperar pelo resultado.

Professora Zezinha, o que é o Amor?
O amor é ensinar a ler e a escrever.

Professora Dulce, o que é o Amor?
O amor é uma junção de tintas que dar cor à vida.

Senhor Padre, o que é o amor?
O amor é dar a mão e pão ao irmão carenciado.

Senhor Polícia, o que é o amor?
O amor é andar na rua sem pisar ninguém.

Madrinha, o que é o amor?
O amor é pegar numa maozinha pequena e nunca mais a largar.

4- Escreve um poema sobre o amor!


O meu amor por ti...

O meu amor por ti,
é do tamanho do céu.
Cheira a perfume de rosas,
sabe a morangos com chantily,
e é vermelho como as cerejas
e branco como a neve.

O meu amor por ti,
acontece todos os dias,
e vai daqui até à lua.
Contigo quero passear,
e partilhar chocolate,
abraços, carinho,
amizade e muitos beijinhos.

Do fundo do meu coração
quero dizer-te...


AMO-TE

(Turmas do Pré-escolar)





Estar apaixonado:

É viver no mundo da fantasia
e sentir que somos infinitos.
É dar o mundo, sem esperar receber nada em troca.
É passear de mão dada, nas ruas de Paris,
enquanto se come um gelado de chocolate.
É ver o arco-íris, mesmo com os olhos fechados.
É sentir o coração palpitar, como quando se fazem pipocas.
É emocionante, como andar num parque de diversões.
É caminhar em algodão doce.
É uma surpresa constante.
É acordar todos os dias com o cheiro de bombons.
É partilhar as gomas preferidas, abraços e beijinhos.

(2º ano - SC2)

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

O DIA DOS NAMORADOS


O Dia dos Namorados ou o Dia de São Valentim, é uma data especial e comemorativa na qual se celebra a união entre casais e namorados. Atualmente é também o dia de demonstrar afeição entre amigos. Sendo comum a troca de cartões e presentes com símbolo de coração.
Assim, desafiamos os nossos alunos a escreverem cartões para as pessoas por quem sentem afeto.
O pré-escolar foi ainda mais longe, confecionou umas deliciosas bolachinhas e criou um poema que levou para casa para oferecer, cremos nós, aos seus pais.

























CARNAVAL 2018


Carnaval 2018

A escola não é só aprender a ler e a escrever, saber a história e estudar o meio. A escola é também aprender e conhecer os usos, costumes e tradições da sociedade em que estão inseridos. Conhecer o passado que influenciou o meio em que vivem e que formou as gentes com quem partilham o dia a dia!
Este foi o principio que levou o CESC a fazer um carnaval à moda antiga, envolvendo escola, família e sociedade.
Nesse sentido queremos agradecer aos avós que partilharam as suas histórias sobre o carnaval com os seus netos ou bisnetos, aos país a disponibilidade de vestir os seus filhos como sugeriamos, aos funcionários do centro que colaboraram na sua organização, aos professores que prepararam as atividades, ao Sr. Luís e Sra. Armanda, padeiros de renome nesta freguesia, que prepararam o maravilhoso pão que deliciou os nossos alunos, e a toda a comunidade que aderiu ao evento e que o tornou um sucesso.



LER + PLANO NACIONAL DE LEITURA


Mais Lengalengas, de Luísa Ducla Soares, foi explorado pela turma do primeiro ano.
E para consolidar aprendizagens dramatizou "A Formiga e a Neve", que apresentou, no passado dia 6, aos alunos do pré-escolar.
Tendo em conta que se vivia a época festiva do carnaval, todos os atores puderam usar uma mascara alusiva ao seu personagem.
Foi uma boa experiência para os alunos do primeiro ano, que já leem, e um aperitivo para os finalistas dos jardins.









segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

LIVRO DA SEMANA - 5 A 9 DE FEVEREIRO

DAVIDE CALI

Nasceu na Suíça, em 1972.
Estudou Contabilidade, mas as palavras e as imagens levaram a melhor sobre os números. Aos 22 anos, começou a colaborar com a revista italiana Linus, como autor-ilustrador de BD; depois, aos poucos, a sua vontade de contar histórias, levou-o a publicar livros para crianças, tendo quase todo o seu trabalho publicado pela editora francesa Sarbacane.
O estilo de Davide Cali caracteriza-se por um humor transbordante, um forte sentido de ritmo e também pela capacidade de criar diferentes camadas de leitura.

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura
O Que é o Amor?
Questiona-se Emma.
Pergunta à mamã romântica, ao papá adepto de futebol, à avó doceira e ao avô apreciador de automóveis.
Todos lhe dão respostas diferentes.
Como é que o vai encontrar?
Emma sente a cabeça a andar à roda...

DESAFIOS

1- O amor é uma emoção positiva. Que outras emoções positivas conheces?

Alegria, amizade, paixão.......

2 - Escolhe 2 ou 3 emoções que indicaste e com elas escreve uma definição de amor!

3 - Escolhe 2 pessoas do teu círculo de amigos ou comunidade (amigo, professor, vizinho, padre...) faz a pergunta "O que é o amor?" escreve a sua resposta ou imagina-a.

4- Escreve um poema sobre o amor!

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

FESTA DE CARNAVAL - CONVITE

CARNAVAL 2018

Como vem sendo hábito, o Centro Escolar de S. Cipriano vai festejar o carnaval, levando à rua os seus alunos, devidamente disfarçados.
Tendo em conta que 2018 foi declarado o Ano do Património Cultural, pretendemos levar a cabo um reviver das tradições, ou seja, festejar o carnaval como os nossos antepassados o faziam.

Convidamos também os pais, encarregados de educação e familiares a participarem no nosso desfile, que terá lugar no dia 9 de fevereiro, com o seguinte programa:

14h30 – Desfile "Carnaval à nossa moda", do CESC à Eira de Louredo

15h00 – Peça de Teatro "O Coelho Pardinho que ficou sem rabo"

15h20 – Baile de Mascarados e outras brincadeiras (mantas secas, rabos, jogar aos compadres)

15h40 – Lanche Tradicional – Bola de Carne

16h00 – Leitura do Testamento


16h15 – Queima da Comadre e do Compadre



A OVELHINHA PRETA - trabalhos

Era uma vez um pastor, o seu cão e um rebanho de ovelhas brancas e uma preta. O cão Piloto não gostava da ovelhinha preta, porque não lhe obedecia e pensava de mais. Mas num dia de tempestade de neve, em que o Pastor e o seu cão fugiram para a cabana, beber vinho e aquecerem-se à lareira, se não fosse a ovelhinha preta a pensar num sítio para as ovelhas se esconderem, o pastor tinha perdido todo o rebanho.
E no meio de tanta neve, se não fosse a ovelhinha preta a destacar-se, o pastor não tinha encontrado as suas ovelhas. Este ficou-lhe muito agradecido, mas o Piloto mesmo assim não passou a gostar da ovelhinha preta.
Mas teve a sua lição, pois o pastor em vez de a vender comprou mais ovelhinhas pretas, e passado um tempo tinha um rebanho bem malhado: preto e branco.

Moral da história:

Apesar da ovelhinha preta ser diferente das outras, não quer dizer que fosse menos importante.

Ou seja, "Não é a aparência que define o caráter. Cada um de nós tem suas características que são únicas e que ninguém mais tem. Valorizar o que temos de bom e procurar sempre melhorar os defeitos."



















(Trabalhos realizados pelo 1.º ano)